Programa SEMENTES DA GRAÇA

Todos os Sábados das 16:00h às 17:30h no http://www.radiocidadedelimeira.com

Visitantes Online

'' Obra das Mãos do Altíssimo'' (Jeremias 18:1-6)

>> segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011



''Obra das Mãos do Altíssimo'' 

Texto Base: 
Jeremias 18:1-6


Introdução:
      O profeta Jeremias foi chamado por Deus com uma missão muito árdua, ou seja, ser ''boca de Deus'' em Israel num dos períodos de mais dureza entre o povo acerca das coisas do Senhor. Num dado momento, Deus convida a Jeremias para que desça à casa o oleiro pois alí o Senhor o faria ouvir suas palavras. Jeremias desce, e então observa coisas de muito significado para nós nos dias de hoje.


Observações de Jeremias

1- O oleiro fazia a sua obra sobre AS RODAS: 
      Jeremias poderia ter visto o oleiro fazendo sua obra sobre uma roda só, mas eram várias. O significado disso para nós hoje na igreja do Senhor é que o Deus da nossa Salvação tem uma obra na vida de cada homem, porém, executa-a de várias maneiras, pois são várias rodas, e cada um de nós na sua própria roda, ou seja, a vontade de Deus é singular para cada um de nós.

2- O vaso que o oleiro fazia ERA DE BARRO: 
      ''Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós'' (2 Co 4:7). Isto explica bem o material de que somos feitos...pó! Há sempre uma ligação muito grande entre a fragilidade da terra e do barro com o ser do homem. Aqui o vaso é de barro, pois o oleiro assim pode dar a forma que quiser para esta vaso e depositar em nós suas mais ricas bênçãos eternas.

3- O vaso SE QUEBROU nas mãos do oleiro: 
      Não foi falta de habilidade do oleiro. De forma alguma! Nós como vasos podemos e estamos sujeitos a nos quebrarmos. 

4- O Oleiro fez um OUTRO VASO conforme o que pareceu BEM AOS SEUS OLHOS FAZER: 
      O vaso quebrado nas mãos do oleiro ainda pode ser reaproveitado, ele tem sempre um outro plano.


Os Processos Sobre o Barro para se tornar Vaso

      Já observamos com Jeremias os detalhes do que ele viu. Agora, com as informações desses processos que veremos a seguir, aplicaremos lições gloriosas à nossa vida.

Processos:

1- O barro é RETIRADO DE LAMAÇAIS PROFUNDOS E DESPREZÍVEIS:
      Quando fui procurar com um oleiro sobre os processos que geralmente e simplesmente os oleiros costumavam utilizar desde a antiguidade, me surpreendi quando foi anunciado que a argila ou o barro que é utilizado para a manufatura do vaso é oriundo de um lamaçal profundo, onde a terra está em uma espécie de decomposição, cheia de musgo e deterioração. Ali sim, há um barro perfeito para se fazer as mais belas obras sobre as rodas. Assim é com a nossa vida, a Palavra de Deus afirma que estávamos mortos em nossos delitos e pecados e envolvido no lamaçal do mesmo, quando de repente o OLEIRO MAIOR, DEUS, enterra suas mãos na decomposição do nosso ser para retirar material suficientemente bom para sua manufatura, o barro, para que ele nos molde conforme sua vontade.

2- O barro é PISADO:
       No momento em que o oleiro chega com o barro em sua olaria, ele simplesmente deita ao chão o material recolhido e começa a pisar sobre o barro recém coletado, para que assim, não sobre bolhas de ar na sua ''massa'', porque estas bolhas impedem que o barro fique com a liga necessária para ser manuseado. A radicalidade e a beleza da conversão é um paradoxo. Tudo é lindo e perfeito, você encontra Deus em todos os lugares que quiser, seja num sorriso de um irmão, no louvor de uma criancinha, na Palavra ministrada, enfim, você está novinho em folha para Deus quando seu orgulho é deixado de lado e coisas afins. Os pés de Jesus simbolizam sua santidade, pois a bíblia afirma que são como latão reluzente, polido, limpo de impurezas. São estes mesmos pés que pisam nossa vida colocando o caráter de Cristo em nós através do Evangelho e do Espírito Santo de Deus, retirando as bolhinhas de ar que ainda há em nós para que ele possa nos moldar sem rachaduras.

3-O barro é posto em LUGAR DE DESCANSO:
      Sendo pisado, o barro agora precisa descansar da sova que levou para ficar firme e só então receber as mãos do oleiro. Este é um período de silêncio, de angústias, dores e milhares de perguntas para nós cristãos. A lagarta rasteja, come do que vê ao chão, porém ela pode um dia se tornar borboleta, mas há um processo para passar. A metamorfose.
      A lagarta se tranca em seu casulo e lá sofre mutações. Ela começa a perder características de lagarta, e aos poucos ganhar as de uma borboleta, mas o meio do processo é um tanto quanto confuso e indefinido, porque não dizer até ambíguo. Ela não é mais uma lagarta, porém não se identifica ainda como borboleta, é o meio do caminho. Para nós...O silêncio de DEUS!
      Não alcançamos ainda as promessas, mas sabemos que temos dezenas delas. Não alcançamos as vitórias, mas também não sabemos em que pé está a luta, e nem ao menos se ela já terminou. Dói, e nos angustia o silêncio de Deus, porém, mais cedo ou mais tarde sairemos do casulo com asas para voar ao encontro do que Deus tem para nós.

4- Retirado da prateleira do descanso e POSTO SOBRE AS RODAS:
      Agora sim! O mais engraçado é que quando achamos que está tudo pronto, na verdade ainda nem começou! O OLEIRO, DEUS, pega-nos da prateleira do silêncio e agora é hora de ele falar conosco e nos por sobre a nossa roda em particular. O Oleiro começa a dar forma ao vaso e quem vê de longe não tem a mínima idéia de que contornos ele dará. Na roda, ou seja, no centro da roda, no centro da vontade de Deus, o Oleiro começa a deslizar suas mãos sobre nossas vidas. Isso significa que fragmentos de barros voam pra lá e pra cá. Isso mesmo! É necessário perdermos coisas que fazem parte de nós, as vezes nos sobrevém dores e angústias, mas em cada alegria, tristeza, perda, ganho, de fato o agir de Deus é notado e com Deus o perder é ganho, pois o vaso perde um pouquinho de massa mas ganha contornos de deixar qualquer um ''bobo'' de ver a obra que o oleiro está fazendo, se surpreendendo em cada curva que nasce e não existia, em cada risca, em cada borda. 
      
5- O Oleiro NÃO USA SUAS MÃOS A SECO:
      O barro é um material muito sensível, frágil, e sabendo disso, o oleiro nunca desliza suas mãos sobre a massa sem antes usar algo muito importante...ÁGUA! Sim, ela está presente! Para quem conhece um pouco de simbologia bíblica, sabe-se que água simboliza entre outras coisas, a Pessoa do ESPÍRITO SANTO. A bíblia o chama de CONSOLADOR, e esta função é muito bem ilustrada por essa ação da água sobre o barro para que as mãos deslizem sobre ele. Deus tem seus modos de agir e por saber que muitas vezes parecem pesadas demais as suas mãos, ele não nos deixa passar sozinhos as provas da vida, os caminhos que ele trilhou para nós, não nos deixa sofrer sozinhos a perda das lascas de barro que saem do nosso ser, pois para isso, o Espírito de Cristo Jesus nos assiste, nos dá todo o auxílio necessário, nos refrigera, nos alivia o peso das mãos do OLEIRO e nos faz apreciar tudo quanto Deus tem para nós! Você não Está Sozinho!


Conclusão
      
        Nós passamos todos estes processos para estarmos no centro da vontade de Deus, e ainda assim, corremos o risco de nos quebrarmos nas mãos dele, onde de fato, pensamos ter ''caído da graça'', desviado, parado, estacionado, perdido todas as promessas DELE. Quando isso acontece, devemos nos lembrar que todo oleiro tem um plano B. No caso de DEUS, ele tem sempre um plano A. Sim! Um único plano. Ele sabe da nossa estrutura, sabe que somos pó, mas quando suas mãos desciam até a decomposição da terra, ele já tinha em mente o vaso que poderia fazer de nós!  Se quebrou? Estragou? Não! Com Deus nós não estragamos nunca, pois NELE está a ciência do porvir. Ele conhece tudo o que acontecerá! O Espírito Santo não o deixará prostrado, pois de ti o SENHOR pode fazer um outro vaso, porque se estragar com Deus não estraga! Você pode ter se quebrado...mas ainda está no centro da roda? Se estiver, ainda há esperança!!! O segredo, tanto para quem não se estragou como para os que se quebraram, é nunca estar concluído nas mãos do oleiro enquanto estivermos aqui neste mundo, pois o dia chegará que quando estivermos terminados, ele nos colocará na prateleira dos VASOS HERÓIS DA FÉ....NOS CÉUS!!! Aqui na terra, somos apenas portadores dos seus tesouros mais sublimes e saiba sempre que não deve-se valorizar em sua vida o material pelo qual eu e você somos feitos, mas sim o que há dentro de nós, as maravilhas de Deus, suas promessas, a graça, enfim...GRANDE E MARAVILHOSA GRAÇA!!!

Roberson Vinhali
      


0 comentários:

NOTICIÁRIO

Widget gerado por Gospel Prime

  © Créditos By Daia Silva Deus é Fiel...Sementes da Graça - Todos os Direitos Reservados 2010/2011

Back to TOP